Autarcas do Norte tentam serenar relações entre Porto e Vigo

Alguns autarcas do Eixo Atlântico, que une os concelhos do noroeste da Península Ibérica, estão a tentar através das relações entre o eixo, serenar a situação entre a autarquia do Porto, liderada por Rui Moreira e a cidade de Vigo após as declarações do autarca portuense relativas à actuação da TAP no norte do país.

Rui MoreiraEm entrevista à revista Visão, Rui Moreira criticou a actuação da TAP ao criar uma rota Lisboa-Vigo, onde oferece uma noite em hotel com pequeno-almoço e onde Rui Moreira questionou ironicamente se “não oferece também companhia”. Quanto a Vigo, Rui Moreira disse que a cidade se sente “como a salsicha fresca dentro da francesinha, mas percebeu que há um senhor americano em Lisboa que tem uns aviões a hélice parados e pode mandá-los àquele aeroporto miserável que eles lá têm e trazer uns passageiros a dormir a Lisboa, acompanhados ou não, durante uma noite”.

Foram estas as declarações de Rui Moreira que geraram mau-estar em Vigo, com o alcaide local (o mesmo que presidente da autarquia em Portugal), Abel Caballero, a exigir um pedido de desculpas por parte do presidente portuense. Caballero classificou as declarações de Rui Moreira como “um insulto” e “intoleráveis, impróprias de um presidente da Câmara de uma cidade que consideramos amiga”. O alcaide de Vigo disse mesmo que não participará nas reuniões do Eixo Atlântico até que exista um pedido de desculpas, algo que Rui Moreira afastou para já.

Assim, Ricardo Rio, presidente da Câmara de Braga e do Eixo Atlântico ofereceu-se já para mediar o conflito, ao que adianta o jornal Público, dizendo que “todos temos de perceber que não podemos querer ganhar todas as batalhas no interesse próprio, local”. Também o Secretário-Geral do Eixo Atlântico, Xóan Mao, disse que “não podemos andar a discutir capelinhas quando temos questões estruturantes para resolver”, esperando que Ricardo Rio consiga levar avante as suas intenções de unir os dois municípios.

Descomplicador:

O presidente do Eixo Atlântico, Ricardo Rio, ofereceu-se para mediar o conflito entre os municipios do Porto e de Vigo, depois do corte de relações, devido às declarações de Rui Moreira que comparou Vigo a uma “salsicha fresca dentro da francesinha”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *