Maria de Belém liquidou já 200 mil euros de dívidas

A candidata presidencial Maria de Belém liquidou já 200 mil euros de dívidas que contraiu durante a campanha para Belém, segundo avança hoje o Diário de Noticias. O orçamento total de 500 mil euros ainda não está integralmente liquidado mas viu-se agora reduzido numa parte com a liquidação destes primeiros valores.

Maria de BelémDevido ao facto de Maria de Belém não ter atingido os 5% de votos, a ex-presidente do Partido Socialista não teve direito a qualquer subvenção do estado, tendo assim de suportar as contas da campanha sozinha ou com o apoio de donativos.

O valor total de 500 mil euros de despesas viu assim já pago mais de um terço, com o avanço “a titulo pessoal” de 200 mil euros por parte de Maria de Belém. Ainda assim, Maria de Belém continua a pedir ajuda dos seus apoiantes, na esperança de receber uma parte do valor em donativos, tal como conseguiu o candidato Paulo de Morais, embora com valores significativamente diferentes.

O Diário de Noticias avança também que dentro da estrutura da campanha que está a finalizar as contas ainda existe a esperança que o “PS tenha um assomo de dignidade” e repita a iniciativa que teve com Manuel Alegre, onde liquidou uma grande parte das dívidas contraídas durante a campanha presidencial do poeta em 2011.

Este ano o Partido Socialista deu liberdade de voto aos seus militantes, não apoiando assim financeiramente nem Sampaio da Nóvoa nem Maria de Belém, apesar de vários elementos da direcção de António Costa terem estado ligados à campanha do ex-reitor universitário.

Maria de Belém contava com um apoio estatal na ordem dos 790 mil euros, que corresponderia a 25% dos votos, mas tendo garantido apenas 4,24% acabou por não receber nem um cêntimo dos cofres do estado. Ainda assim, Maria de Belém ainda conseguiu reduzir o seu orçamento de 650 mil para 500 mil euros.

Descomplicador:

Maria de Belém pagou já 200 mil euros dos 500 mil de despesas que registou na sua campanha presidencial. A candidata da área socialista avançou “a titulo pessoal” com o pagamento de parte da dívida, mas os donativos dos apoiantes continuam ainda a ser necessários. No circulo mais próximo da candidata existe quem tenha ainda a esperança que o PS possa liquidar parte do valor.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *