FMI: Portugal já fez o primeiro reembolso de 2016

O Fundo Monetário Internacional (FMI) já recebeu o primeiro reembolso deste ano feito pelo tesouro português. A Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) pagou no mês de Fevereiro mais 2000 milhões de euros do empréstimo que o FMI concedeu a Portugal durante a intervenção da troika, valor esse que, em conjunto com o já devolvido em 2015, consolida 36% do empréstimo feito.

Taxa de Juro Dívida PúblicaO IGCP fica agora responsável pelo reembolso, até ao final do ano, de mais 2600 milhões de euros, montante que permitirá cumprir a meta de 4600 milhões de euros, objetivo traçado pelo Orçamento do Estado de 2016. Contudo, o instituto liderado por Cristina Casalinho referiu, em nota aos investidores, que o restante reembolso previsto para este ano dependerá das condições do mercado e da venda de ativos financeiros, ou seja, de um encaixe na venda do Novo Banco e dos ativos do Banif.

O plano inicial de Portugal seria começar a reembolsar o FMI em 2018. Todavia, o anterior Governo, que decidiu adiantar o início do pagamento com o intuito de diminuir os custos de financiamento, já devolveu 8400 milhões de euros, em 2015.

Portugal tem como objetivo pagar ao FMI, entre 2015 e 2017, um total de 14 500 milhões de euros – os 8400 milhões já pagos no ano passado, os 4600 milhões previstos para este ano (dos quais 2000 milhões já foram reembolsados) e 1500 milhões em 2017.

Em 2018, o IGCP prevê pagar 3500 milhões, valor maior do que o inicialmente previsto de 1800 milhões de euros. Neste que inicialmente seria o primeiro ano em que Portugal estaria a pagar ao fundo, o IGCP prevê pagar mais do que o valor inicialmente programado: 3500 milhões, em vez de 1800 milhões. Em vez dos 4800 milhões inicialmente previstos, Portugal vai pagar apenas 500 milhões nesse ano. Se assim não fosse, o valor das amortizações de dívida portuguesa iria superar os 15.000 milhões (entre reembolsos ao FMI e títulos de dívida de médio e longo prazo).

Descomplicador:

O tesouro português pagou no mês de Fevereiro o primeiro reembolso de 2016 ao FMI. Com este reembolso, de 2000 milhões de euros, Portugal consolida o pagamento de 36% do empréstimo que pediu, aquando da intervenção da Troika em Portugal.

zybjvmxe@pwrby.com'
Publicado por: Joana Silva

20 anos, natural da Madeira. Estuda jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social e é em Lisboa que está a dar os seus primeiros passos no jornalismo. Colabora também com o Bola na Rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *