Mariana Mortágua vence iniciativa Jovem Deputada do Ano do Panorama

“É um bocadinho de amadorismo para quem ganhou tantos prémios de melhor CEO do ano e da Europa e arredores, não é?”, foi a pergunta que a deputada bloquista Mariana Mortágua dirigiu de forma irónica a Zeinal Bava na Comissão Parlamentar de Inquérito ao Caso BES e que a levou à ribalta, tornando-a em menos de um ano, um dos maiores activos do Bloco de Esquerda, que acompanhou o crescimento mediático de Mariana Mortágua. A deputada do Bloco de Esquerda é assim a vencedora da iniciativa Jovem Deputada do Ano, levado a cabo pelo Panorama.

A redacção, os cronistas e o painel de personalidades do Panorama (constituído por David Dinis, director da TSF; Pedro Adão e Silva, professor universitário e comentador e Miguel Marujo, jornalista do Diário de Noticias), escolheu a deputada bloquista como a grande vencedora desta iniciativa, correspondente ao ano de 2015.

Fez na Sexta-Feira precisamente um ano que Mariana Mortágua se dirigiu desta forma a Zeinal Bava, e de 26 de Fevereiro de 2015 até 26 de Fevereiro de 2016, a deputada do Bloco, que entrou em substituição de Ana Drago, foi cabeça-de-lista por Lisboa, numas eleições legislativas onde o Bloco de Esquerda passou dos 5,2% para os 10,2%, subindo de oito para 19 deputados.

A economista de 29 anos acabou por ser uma das faces da estratégia do Bloco de Esquerda, liderada por Catarina Martins e que contou com Marisa Matias no plano europeu e presidencial. Filha de Camilo Mortágua e irmã de Joana Mortágua, também deputada do Bloco, eleita por Setúbal, Mariana Mortágua entrou no Parlamento como deputada em 2013.

Mariana MortáguaMestre em Economia, pelo ISCTE e actualmente a frequentar o doutoramento na Universidade de Londres, Mariana Mortágua destacou-se na legislatura anterior (2011-2015) ao integrar as comissões parlamentares de Orçamento, Finanças e Administração Pública; Economia e Obras Públicas, onde foi coordenadora do Bloco. Papel idêntico teve na comissão de inquérito ao caso Camarate.

Integrou ainda a comissão de acompanhamento da troika, bem como as comissões de inquérito às SWAPS  e à compra de equipamento militar, mas foi na comissão de inquérito ao BES que se destacou e conquistou maior mediatismo. Nesta legislatura integra a comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública e a comissão de inquérito ao caso BANIF.

Mediaticamente Mariana Mortágua é também um caso de sucesso. Actualmente com 40 mil seguidores no Facebook e 10 mil no Twitter, Mortágua viu já serem criadas páginas que lhe pediam que se candidatasse a Primeira-Ministra e até que se…despisse para a Playboy.

Em Maio de 2015, a cinco meses das eleições legislativas, Mariana Mortágua deu uma entrevista ao Panorama onde critica o PS “por não ser de esquerda” e onde dizia que o Bloco de Esquerda “quer governar”, afirmando ainda ter “orgulho” em ser uma das “caras da renovação do Bloco”.

O ex-deputado do CDS, Michael Seufert ficou em segundo lugar numa eleição em que Pedro Pimpão (PSD), Sérgio Azevedo (PSD) e Carla Barros (PSD), integraram ainda o lote de finalistas, após votação dos leitores.

Ficha técnica:

A fase inicial da iniciativa Jovem Deputado do Ano decorreu entre 23 e 31 de Dezembro de 2015 através de votação online AQUI.

Os cinco finalistas foram: Pedro Pimpão, Carla Barros, Sérgio Azevedo, Michael Seufert

Para a escolha da vencedora votaram: a coordenação do Panorama (1 voto), a redacção do Panorama (1 voto), os cronistas (6 votos) e o painel de personalidades convidadas (3 votos), num total de 11 votos.

Descomplicador:

A deputada do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua, venceu a iniciativa Jovem Deputada do Ano promovida pela Panorama. A redacção, os cronistas e o painel de convidados do Panorama escolheram a deputada bloquista como a que mais se destacou em 2015.

Publicado por: Panorama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *