Cavaco despede-se em homenagem rejeitada pela oposição de Cascais

Cavaco Silva foi hoje agraciado com a Chave da Vila de Cascais e distinguido com o titulo de Cidadão Honorário do Municipio numa homenagem que foi aprovada pela maioria PSD, liderada por Carlos Carreiras, mas reprovada pela oposição do PS e do PCP, que não marcou presença na cerimónia. Este foi o último discurso fora de portas do ainda Chefe de Estado.

Cavaco Silva Cascais Carlos CarreirasO ainda Presidente da Republica disse que ao longo da última década procurou “corresponder a essa confiança agindo sempre, em consciência, de acordo com o superior interesse nacional”. Já em tom de recordação histórica, Cavaco Silva disse também que “muito para além dos ciclos políticos e da conjuntura, há um país que não desiste e de que há um povo que honra as vitórias, as conquistas e as Descobertas que ilustram a nossa história”.

O ex-Primeiro-Ministro e Presidente da República durante quase 20 anos, afirmou ainda ter sido “um enorme privilégio servir Portugal e os portugueses ao longo destes dez anos tão cheios de desafios. À saída da cerimónia, Cavaco Silva disse apenas aos jornalistas que tinha “muitos papéis para arrumar” durante os próximos dias.

Já Carlos Carreiras, vice-presidente do PSD e presidente da Câmara de Cascais disse que “com o Presidente Aníbal Cavaco Silva não houve forças do bloqueio no Palácio de Belém” e nem “demissões de governos nem bombas atómicas constitucionais”, referindo-se aos mandatos de Jorge Sampaio. Para Carlos Carreiras, os mandatos de Cavaco Silva foram de “estabilidade, previsibilidade e normalidade (…) num país que se habituou a tudo, a batalha pela normalização e pela estabilidade promovidas pelo Presidente Aníbal Cavaco Silva, num tempo muito particular e anormal, terá grande amplitude presente e futura”.

Descomplicador:

Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, homenageou hoje Aníbal Cavaco Silva que proferiu o último discurso fora de portas enquanto Presidente da Republica, dizendo-se “honrado” por ter servido Portugal e elogiando os portugueses ao longo dos anos de dificuldades.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *