Jovem Deputada do Ano – A opinião do painel

O Panorama atribuiu este ano o prémio de Jovem Deputado do Ano, que foi entregue à deputada do Bloco de Esquerda, Mariana Mortágua. Para esta eleição contribuíram não só os nossos leitores que escolheram o lote de finalistas, mas também a redacção do Panorama, os cronistas e um painel de convidados.

O painel de três personalidades era constituído por David Dinis, director da TSF (ex-director do Observador à data da iniciativa), Pedro Adão e Silva, professor universitário e comentador politico e Miguel Marujo, jornalista do Diário de Noticias.

O Panorama pediu ao painel de convidados uma reacção à vencedora da iniciativa. Infelizmente o director da TSF, devido às alterações profissionais das últimas semanas não conseguiu contribuir atempadamente.

Pedro Adão e Silva

Pedro Adão e SilvaParece-me justa a atribuição do prémio Jovem Deputada do Ano de 2015 a Mariana Mortágua, do BE. Num momento de grande desconfiança e crise do Parlamento e da representação política em geral e quando frequentemente se sugere que alguma regeneração depende da capacidade de alterar regras eleitorais, a relevância de deputados como a Mariana Mortágua serve para mostrar como novos protagonistas, competentes, com uma linguagem diferenciada podem fazer muito pelas instituições, pela sua modernização e relegitimação. Sem alteração de regras.

Naturalmente que o BE ganhou com a emergência de Mariana Mortágua, ao revelar capacidade de renovação e até de libertação face ao passado muito ideologizado dos partidos que fundaram esta coligação de esquerda – como demonstram os resultados eleitorais –, mas o Parlamento beneficiou também muito do surgimento de novos protagonistas. Não por serem novos, mas quando acrescentam qualidade

Miguel Marujo

Miguel Marujo“É um bocadinho amadorismo para quem ganhou tantos prémios de melhor CEO do ano, melhor CEO da Europa e arredores, não é?!” Foi com esta conclusão lapidar que Mariana Mortágua desfez a reputação do então administrador da PT, Zeinal Bava, a 26 de fevereiro de 2015. Se nada mais fosse necessário, esse momento – da jovem deputada a destroçar, com perguntas certeiras, a incompetência daquele gestor – serve na perfeição para escolher Mariana Mortágua como a deputada do ano (o adjetivo “jovem” até está a mais). A bloquista destacou-se de facto pela qualidade das suas intervenções, preparação de debates e comissões, capacidade oratória, independentemente do posicionamento ideológico que temos.

Descomplicador:

O Panorama atribuiu este ano o prémio de Jovem Deputada do Ano à bloquista Mariana Mortágua. David Dinis, Pedro Adão e Silva e Miguel Marujo integraram o painel de personalidades convidadas pelo Panorama para a escolha da vencedora.

Publicado por: Panorama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *