EUA: Wisconsin dá vitória aos “underdogs”

Ted Cruz e Bernie Sanders foram os vencedores das primárias que se realizaram no estado do Wisconsin. A noite foi assim dos candidatos que seguem em segundo lugar, com Donald Trump e Hillary Clinton a saírem derrotados, embora as suas lideranças não fiquem ameaçadas.

Cruz impede Trump de garantir a nomeação antes da Convenção

Ted CruzTed Cruz venceu as primárias no Wisconsin por 48% face aos 36% de Donald Trump. Com este resultado Cruz garantiu assim 36 delegados contra apenas seis de Donald Trump. Com este resultado, Ted Cruz impede assim o multimilionário de garantir a nomeação antes da Convenção Republicana, que se vai realizar assim com todas as hipóteses em aberto.

Apesar de Ted Cruz continuar longe de Donald Trump, para já impediu que o polémico candidato o elimine antes da convenção do GOP (Grand Old Party, como também é apelidado). Trump precisa de 1239 delegados e tem até ao momento 739, tendo ainda de passar pelas primárias de Nova Iorque, de onde é natural e que garante um elevado número de delegados.

Bernie Sanders incomoda Hillary mas continua longe de poder surpreender

Bernie SandersDo lado dos Democratas, Bernie Sanders vive um momento positivo na sua campanha, mas continua longe de poder incomodar Hillary Clinton. As regras dos Democratas impedem que Sanders consiga uma grande vantagem, tendo em conta que apesar da vitória no Wisconsin apenas conquistou mais seis delegados do que Hillary.

Sanders registou 56,5% dos votos contra 43,2% de Hillary Clinton, que ainda assim mantém uma larga vantagem sobre o candidato ligado à ala socialista. Hillary Cliton tem já mais de metade dos delegados necessários para poder garantir a nomeação. A ex-Secretária de Estado e Primeira Dama tem já 1274 delegados e 469 super-delegados, face a apenas 1025 delegados e apenas 31 super-delegados.

Descomplicador:

Bernie Sanders pelos Democratas e Ted Cruz pelos Republicanos venceram as eleições primárias no estado do Wisconsin nos Estados Unidos da América. Ainda assim, tanto Donald Trump como Hillary Clinton mantêm uma vantagem confortável.

 

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *