Estabelecimentos prisionais de Ponta Delgada, Lisboa e Setúbal têm “más condições”

Em visita à ilha de São Miguel, nos Açores, Francisca Van Dunem revelou que a cadeia de Ponta Delgada vai ser alvo de uma intervenção ao nível das camaratas que irá custar cerca de 350 mil euros ao Estado. “É óbvio que é preciso intervir aqui, há áreas que não estão bem, claramente”, afirmou, apesar de realçar a necessidade de se estabelecerem prioridades, uma vez que “infelizmente, o dinheiro não chega para tudo”.

PrisãoO anúncio surgiu após duras críticas da própria Ministra da Justiça ao estabelecimento prisional, que atualmente não é capaz de proporcionar “as condições ideais para se viver” aos seus reclusos. “Eu diria que aquilo que vi não é bom. Estas pessoas, como eu costumo dizer, estão presas, foram privadas de liberdade, mas não de dignidade. O Estado tem obrigação de custódia relativamente a elas”, declarou Francisca Van Dunem, que não esqueceu as situações vividas em outros estabelecimentos prisionais do país.

“Tenho a ideia de que este é um mau estabelecimento, mas devo dizer também que há outros a nível nacional que têm más condições, como os de Lisboa e Setúbal”, referiu.

Apesar das obras no atual, a construção do novo estabelecimento prisional de São Miguel continua prevista para daqui a sensivelmente cinco anos. A sua localização será conhecida até ao final de 2016.

Descomplicador:

A Ministra da Justiça, Francisc Van Dunem disse em visita ao Estabelecimento Prisional de Ponta Delgado que melhorar as condições dos reclusos era uma prioridade para o Estado. “Estas pessoas, como eu costumo dizer, estão presas, foram privadas de liberdade, mas não de dignidade”, disse a responsável pelo sector.

ziglcina@pwrby.com'
Publicado por: Gonçalo Santos

Natural dos Açores, tem 22 anos de idade e é aluno do curso de Ciências da Cultura - Especialização em Comunicação e Cultura da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Escreve regularmente para outros projetos nas mais diversas áreas abrangidas pelo jornalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *