Podemos vai descendo nas sondagens. Ciudadanos propõe “bloco central”

O Podemos não está a ter “vida fácil” no que toca às intenções de voto e no caso de se marcarem novas eleições em Espanha, o cenário mais provável, deverá ir coligado com a Esquerda Unida. Já o Ciudadanos propõe um “bloco central”, num governo apoiado pelo PP e pelo PSOE mas liderado por um independente.

Pablo IglesiasO partido de Pablo Iglesias já não acredita num acordo de governo e prepara assim o próximo acto eleitoral. Pablo Iglesias poderá assim unir-se ao Esquerda Unida, partido que nas últimas legislativas conquistou dois deputados, mas que permitirá assim ao Podemos minimizar o castigo nas urnas que se prevê nas próximas eleições.

No Podemos até mesmo a facção contra Pablo Iglesias, liderada pelo número dois, Iñigo Errejón concordam com a coligação com a Esquerda Unida, que tendo obtido 3,7% nas últimas eleições agora aparece já com perto de 8% nas sondagens. Em sentido inverso, o Podemos aparece já atrás do Ciudadanos.

Ontem, Pablo Iglesias passou por um momento caricato na Universidade Complutense de Madrid, quando criticou o trabalho dos jornalistas que seguem o Podemos e em resposta a comunicação social abandonou a sala, alegando ofensas à dignidade profissional.

albert riveraJá o líder do Ciudadanos, Albert Rivera, ainda não “atirou a toalha ao chão” e propôs um acordo entre o Partido Popular e o PSOE, liderado por um independente. A onze dias do fim do prazo legal que obrigam à marcação de novas eleições, Rivera pede aos líderes dos dois maiores partidos espanhóis que “dêem um passo ao lado”.

O Ciudadanos chegou a negociar com o PSOE, admitindo também um governo liderado pelo PP desde que com outra liderança que não Mariano Rajoy, tendo criticado os dois maiores partidos por terem impedido uma “grande coligação à moda alemã com o PP, o PSOE e o Ciudadanos”. Assim, “se os personalismos estão a bloquear, sejamos então capazes de falar de um Governo liderado por um independente”, afirmou o líder do Ciudadanos.

Descomplicador:

Em Espanha, o Podemos pensa já nas próximas eleições, pretendendo coligar-se com a Esquerda Unida, enquanto o Ciudadanos ainda tem esperança num acordo, propondo um governo liderado por um independente e apoiado pelo PP e pelo PSOE.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *