O “amigo” foi ouvido no Parlamento. Polémica encerrada?

Diogo Lacerda Machado, o advogado, negociador e “meu melhor amigo”, segundo palavras do Primeiro-Ministro, António Costa, foi ontem ouvido na Assembleia da República, na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, tendo sido ouvido durante 2h30 sobre a sua participação nos negócios do Estado.

Diogo Lacerda MachadoHumildade, foi a palavra-chave que Diogo Lacerda Machado tentou passar ao longo dos 270 minutos de audição, dizendo que: “O que fiz foi habilitar o senhor ministro do Planeamento e das Infraestruturas (Pedro Marques) e o secretário de Estado das Infraestruturas (Guilherme d’Oliveira Martins) a tomarem decisões próprias”, acrescentando ainda que “em circunstâncias algumas me arroguei poderes que não tinha”.

Outro dos temas abordados foi a compra da VEM, hoje TAP Manutenção pela Geocapital, empresa da qual Lacerda Machado é administrador, representando os interesses do magnata Stanley Ho. O advogado e agora consultor do governo português confirmou ter sido administrador da VEM “mas sem auferir qualquer salário” e recusando que a Geocapital tenha recebido qualquer mais-valia com a cedência de posição à TAP.

Ainda assim, o Ministério Público continua a investigar a compra de posição por parte da TAP à Geocapital, com um prémio de 20%.

Quanto ao resto, Diogo Lacerda Machado começou por admitir que “a falta de um contrato escrito pode ser entendida como menos conforme à transparência” e lamentou o facto de se ter tornado uma figura tão mediático, algo que não queria. Nos intervalos do assunto TAP, Diogo Lacerda Machado deixou ainda elogios a António Costa, sobre quem disse ter “abdicado de ser rico” para ser um agente de serviço público, afirmando ainda que “a última coisa que faria era negar-lhe uma ajuda ou exigir pagamento”.

Descomplicador:

Diogo Lacerda Machado esteve ontem na Assembleia da República onde falou do negócio entre a Geocapital e a TAP. O advogado falou também da “falta de transparência” que a sua colaboração com António Costa passou para a opinião pública.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *