Miguel Macedo vai a julgamento no caso dos Vistos Gold

O ex-Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo e os restantes 16 arguidos serão julgados no caso dos Vistos Gold. Miguel Macedo vai responder por tráfico de influências e prevaricação. A decisão de instrução foi dada a conhecer hoje.

Miguel MacedoPara além de Miguel Macedo estão acusados mais 16 pessoas, entre eles o ex-presidente do Instituto de Registos e Notariado, António Figueiredo, o ex-director nacional do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, Manuel Jarmela Palos e a ex-Secretária-Geral do Ministério da Justiça, Maria Antónia Anes.

O caso está relacionado com a atribuição ilegal de Vistos Gold, e investiga indícios de corrupção activa e passiva, recebimento indevido de vantagem, prevaricação, peculato de uso, abuso de poder e tráfico de influência. A par dos responsáveis portugueses, irão também a julgamento vários empresários chineses.

O Ministério Público pediu na instrução do processo que os 17 arguidos fossem a julgamento, pedido ao qual o tribunal acabou por aceder. Segundo o Ministério Público, foram vendidos os “alicerces do aparelho de Estado”.

Descomplicador:

O Ministério Público pediu para os 17 arguidos do caso dos Vistos Gold fossem a julgamento e o tribunal acedeu. Miguel Macedo será assim julgado por tráfico de influências e prevaricação. Vários empresários chineses estão também indiciados.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *