Diretor da TVI. “O canal tinha informação forte, fidedigna e verdadeira sobre o Banif”

Estávamos a 13 de dezembro de 2015 e uma bomba estalava no rodapé de um programa desportivo da TVI, com a notícia do suposto fecho iminente do Banif que acabou por ser corrigida para referir de forma mais tímida uma resolução do banco. Agora, depois de meses de especulações sobre o que levou a TVI a adiantar aquela informação, o diretor da TVI foi ouvido na comissão parlamentar de inquérito ao caso Banif para dizer que a notícia foi dada “de boa fé”.

sergioSérgio Figueiredo explicou esta quarta-feira aos deputados que a intenção da TVi não era a de provocar “danos e perdas”, mas corrigir um problema de falta de informação como o que diz ter ocorrido no caso BES. “Só há uma coisa de que me arrependo – e tem que ver com as condições precárias de trabalho ao domingo na redação – é de não ter aberto um especial de informação para explicar tudo o que estava a acontecer”. “Se há um pedido de desculpa para fazer não é por ter dado a notícia, porque a notícia não estava errada, mas sim por não ter explicado melhor o que estava a acontecer”, acrescentou Sérgio Figueiredo.

O diretor da TVI lembrou ainda que a notícia surgiu após em novembro António Costa, que então acabara de tomar posse como primeiro-ministro, ter afirmado que haveria um novo caso de crise na banca. Era uma informação que “estava a ser investigada por todas as redações do Banif”, garantiu esta quarta-feira Sérgio Figueiredo, recusando revelar a fonte que lhe terá dito que se tratava de uma crise no Banif.

No entanto, o diretor do canal privado garantiu que foram na altura contactadas várias fontes, incluindo as partes interessadas, para “testar a veracidade da informação”, tendo a decisão final – que Figueiredo assume como sua – sido a de avançar com a notícia bombástica por considerar que esta era “forte, fidedigna e verdadeira”.

A notícia em questão, que garantia que o banco iria encerrar em breve, foi rapidamente corrigida e passou a referir que o Banif seria alvo de uma resolução. Na segunda-feira seguinte foram levantados duzentos milhões de euros depositados no banco – um valor que cresceu até atingir os mil milhões no final da mesma semana.

Descomplicador:

O diretor da TVI, Sérgio Figueiredo, prestou esta quarta-feira declarações na comissão parlamentar de inquérito ao caso Banif. Sérgio Figueiredo explicou que a notícia do suposto fecho do banco, dada pelo canal em dezembro passado, foi dada “de boa fé” e confirmada com fontes que recusa revelar.

Publicado por: Mariana Lima Cunha

21 anos, natural de Oeiras. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós-graduada em Comunicação e Marketing Político pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Jornalista online do Expresso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *