Assunção Cristas sai em defesa da “escola privada e do sector cooperativo”

Em Trás-os-Montes, a líder do CDS, Assunção Cristas saiu em defesa da escola privada e do sector cooperativo, provocando de imediato a reacção de alguns dirigentes, deputados e comentadores ligados aos partidos da esquerda parlamentar. Assunção Cristas disse que “faz sentido olhar para estes critérios e decidir se, nalguns casos, não deve ser a escola privada ou do sector cooperativo a ser sacrificada, mas deve ser a escola pública que, claramente, não [deve] abrir mais uma turma”.

Assunção CristasPara a líder dos centristas, “não é evidente que uma escola que presta um bom serviço, que tem bons resultados, que é a preferida pelos pais e que não custa mais para o Estado, deva ser sacrificada só porque ao lado há uma escola pública estatal que deve sempre mantida”, disse Assunção Cristas num almoço com militantes em Macedo Cavaleiros no distrito de Bragança.

Assunção Cristas diz que em causa está a tentativa por parte do Estado em encontrar um “modelo perfeito”, dizendo que “se deve discutir, neste momento, se queremos um caminho em que, com menos crianças, fecha-se a contratualização para garantir que as escolas públicas continuam, mesmo se forem piores e com mais custos equivalentes para o erário público”.

Hoje vários dirigentes do CDS participaram na manifestação em defesa do sector privado e cooperativo, entre os quais Pedro Mota Soares, Secretário-Geral do partido, João Pinho de Almeida, porta-voz e deputado do CDS e João Gonçalves Pereira, vereador na CM Lisboa e presidente da concelhia de Lisboa.

Descomplicador:

Assunção Cristas saiu hoje em defesa do ensino privado e do sector cooperativo, ao dizer que “faz sentido olhar para estes critérios e decidir se, nalguns casos, não deve ser a escola privada ou do sector cooperativo a ser sacrificada, mas deve ser a escola pública que, claramente, não [deve] abrir mais uma turma”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *