PCP e PS com “pacto” para enfrentar as autárquicas

Partido Socialista PSO Partido Socialista e o Partido Comunista Português firmaram um “pacto de não agressão” para enfrentar as eleições autárquicas de Setembro do próximo ano, segundo revela hoje o jornal Público. O objectivo é que as eleições locais não criem problemas no acordo parlamentar entre os partidos.

Segundo adianta o Público, existe um acordo tácito entre o PCP e o PS para que não exista concorrência nas eleições autárquicas. A concorrência entre ambos os partidos é habitual em eleições autárquicas, com os socialistas a procurarem “roubar” alguns bastiões comunistas e vice-versa.

Segundo um membro do executivo de António Costa ao Público, não identificado, o Bloco de Esquerda não é um problema visto não ter tradição autárquica, problema esse que só se colocaria caso o Bloco e o PS conquistassem várias autarquias ao PCP, algo que não se prevê no actual cenário.

PCPA previsão do PS é que o saldo final seja igual a zero, com o PS a conquistar um ou dois territórios afectos ao PCP e com o PCP a vencer uma ou duas autarquias actualmente nas mãos do PS, tendo ainda os socialistas “a consciência de como o poder autárquico é essencial para o PCP”.

A ideia do Partido Socialista para as próximas eleições autárquicas é a de manter a liderança da Associação Nacional de Municípios Portugueses e para tal tem que conquistar o maior número de autarquias face à concorrência.

Descomplicador:

O Partido Socialista e o PCP têm um “pacto de não agressão” ao mais alto nível para evitarem a concorrência directa nas eleições autárquicas do próximo ano. As previsões indicam no entanto que o saldo deverá ser igual a zero, com o PS a conquistar uma ou duas autarquias ao PCP e vice-versa.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *