ÚLTIMA HORA: Marcelo veta barrigas de aluguer

É o primeiro veto de Marcelo Rebelo de Sousa desde que se tornou Presidente da República. O projecto das barrigas de aluguer foi vetado, mas a lei das 35 horas e da Procriação Medicamente Assistida serão promulgados por Belém, ao que avança o Expresso.

Marcelo Rebelo de SousaMarcelo Rebelo de Sousa acaba assim por cumprir com o esperado. Hoje a Renascença dava conta que Marcelo tinha dúvidas nas barrigas de aluguer, nomeadamente: “o que sucede se a mãe de substituição quiser ficar com o bebé” e “o que acontece em caso de vir a ser detectada deficiência no bebé, caso haja discordância na interrupção ou não da gravidez”.

O polémico diploma, aprovado com os votos de alguns deputados do PSD, regressa assim ao Parlamento, enquanto a lei das 35 horas para a Função Pública e a Procriação Medicamente Assistida foram promulgadas pelo Presidente da República.

(Em actualização)

Descomplicador:

Marcelo Rebelo de Sousa vetou a lei das barrigas de aluguer, que vai assim devolver ao Parlamento, mas aprovou a lei das 35 horas na Função Pública e a Procriação Medicamente Assistida.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *