Apesar das divergências nos números, milhares desfilam em defesa da escola pública

A policia indica 20 mil manifestantes, segundo revela o Observador, enquanto a organização fala em 80 mil. Apesar das divergências nos números, sempre habituais nestes eventos, foram milhares os que desfilaram em defesa da escola pública, com forte presença de responsáveis políticos dos partidos da esquerda. Nos discursos, a direita foi alvo de reparos e vaias.

Manifestação Escola PublicaPara o líder da Fenprof, Mário Nogueira, “esta foi a maior manifestação de sempre em defesa da escola pública” e quando foi hora de falar dos números sai o primeiro ataque ao protesto em defesa dos contratos de associação: “Se usássemos o factor multiplicador que usaram há tempos numa outra manifestação éramos meio milhão”.

Ainda assim, Mário Nogueira referiu que esta não era “uma marcha contra ninguém, nem contra os colégios privados”, mas sim uma iniciativa “pela defesa da escola pública, que tem sido maltratada”. Na sessão que marcava o final do desfile, falaram para além de Mário Nogueira, Helena Roseta, presidente da Assembleia Municipal de Lisboa, Arménio Carlos, líder da CGTP e muitos outros.

Na manifestação estiveram também os líderes do Bloco de Esquerda, Catarina Martins e do Partido Comunista Português, Jerónimo de Sousa, que em declarações aos jornalistas recusou que esta seja uma manifestação a favor do governo.

Descomplicador:

Mário Nogueira garante terem estado presentes 80 mil pessoas, enquanto a policia fala em números a rondar os 20 mil manifestantes, ainda assim, para o líder da Fenprof esta foi a “maior manifestação de sempre em defesa da escola pública”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *