Brexit. Os mais jovens queriam ficar

As sondagens não deixam dúvidas: 70% dos jovens britânicos são a favor da permanência do Reino Unido na União Europeia (UE). Por outro lado, os mais velhos – entre os 45 e os 65 – escolheram a saída.

brexit (1)O “brexit” venceu mas os eleitores que vão viver mais tempo com a decisão agora tomada são os mesmos que escolheram a permanência. A análise dos votos por faixas etárias foi divulgada pela Lord Ashcroft Polls, empresa britânica de estudos de opinião.

Estes resultados já caíram nas redes sociais. Vários internautas mostraram-se indignados dizendo, por exemplo, que “os velhos decidem pelos novos”. O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, reagiu a estes resultados dizendo “ser triste” que os mais jovens, que votaram pela permanência, façam parte da geração “que terá um futuro sem a União Europeia quando esse é um futuro que não querem”.

Mas há mais factos relevantes. Se olharmos para o mapa de votantes, Escócia, Irlanda do Norte e Grande Londres votaram a favor da permanência. 62% dos escoceses escolheram “Ficar” e já pensam num novo referendo para se tornarem independentes do Reino Unido.Captura de ecraÞ 2016-06-24, aÌs 17.03.24

Há também um padrão sócio-económico nas tendências de votos. As zonas mais ricas do Reino Unido votaram a favor da permanência enquanto que as zonas mais pobres onde predominam os votantes com baixos salários e com um nível de escolaridade mais baixo votaram pela saída.

Entretanto, na internet, já há uma petição a pedir um novo referendo que conta com mais de 55 mil assinaturas. Para chegar ao parlamento britânico é necessário recolher pelo menos 100 mil. Ainda assim, a petição não deverá ver a luz do dia.

Descomplicador

Várias empresas britânicas de estudos de opinião e sondagens divulgaram o perfil dos eleitores britânicos. Os mais jovens queriam a permanência do Reino Unido na comunidade europeia, ao contrário dos mais velhos, que votaram em massa pelo “brexit”.

zmjgloth@clrmail.com'
Publicado por: Gonçalo Nuno Cabral

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *