David Cameron está de saída. Theresa May é a nova mulher forte do Reino Unido

Menos de um mês depois de ter colocado o lugar à disposição, David Cameron, sai de Downing Street para dar lugar a Theresa May.

O primeiro-ministro demissionário prometeu um referendo, venceu as eleições e viu os britânicos votarem favoravelmente a saída do Reino Unido da União Europeia. A “morte” política aconteceu mesmo e abriu um novo ciclo num novo Reino que, para já, continua muito dividido.

Theresa MayA nova primeira-ministra já tomou posse e já são conhecidos os primeiros nomes que vão formar o novo executivo. O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, Philip Hammond, ficará com as Finanças. Boris Johnson, um dos apoiantes do “Brexit”, assume a pasta dos Negócios Estrangeiros. Para acompanhar a saída do Reino Unido da União será criado uma secretaria de Estado liderada por David Davis. A administração interna ficará para Amber Rudd.

Theresa May já falou aos jornalistas e diz que o governo “não será conduzido por interesses dos privilegiados, mas por vocês”. Declarações em frente ao número 10 de Downing Street à multidão que se aglomerou à porta da residência oficiada a chefe de governo.

Nos próximos dias serão conhecidos os outros nomes do executivo. Entretanto, George Osborne, o ministro das finanças de Cameron, já foi afastado. Muitas vezes criticados por May, foi o primeiro a ser “despedido”.

Apesar de ser eurocética, a agora primeira-ministra britânica apoiou a campanha contra o “Brexit”. Elogiou o governo de David Cameron, afirmando que foi um executivo “de uma só nação”. Theresa May diz que quer que o país continua na mesma linha com uma união entre todos os países que continuam no Reino em busca de mais justiça social.

Descomplicador:

David Cameron demitiu-se depois do resultado do referendo que colocou em causa a permanência do Reino Unido na União Europeia. Menos de um mês depois, Theresa May é nomeada pela Rainha para ser a nova chefe do executivo britânico que vai orientar o “Brexit”.

zmjgloth@clrmail.com'
Publicado por: Gonçalo Nuno Cabral

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *