“Há uma seriação de valores que nos parece que está errada e que não vai no bom sentido”

“Incompreensível”, “chocate” e “absolutamente insenvivel” foram três expressões que Assunção Cristas, presidente do CDS utilizou para reagir ao chumbo das propostas apresentadas pelo seu partido para a criminalização do abandono de idosos.

Assunção CristasAssunção Cristas diz que “era muito relevante no quadro da protecção dos idosos garantir que situações de abandono dos idosos e também de abandono em lares fossem punidos com criminalização”, lamentando que o Parlamento não tenha aprovado este conjunto de iniciativas.

Aliás, para Assunção Cristas, é “incompreensível, quando a vida humana está acima de todas as outras, e quando nós vemos a esquerda mais radical preocupada com outras formas de vida”, acrescentando que “naturalmente que nós devemos proteger [os animais], mas percebemos que há uma seriação de valores que nos parece que está errada e que não vai no bom sentido”.

A maioria de esquerda – PS, PCP e BE – votaram contra a proposta apresentada em conjunto pelo PSD e pelo CDS. Assunção Cristas visitou o Centro Social de Aldoar, na região do Porto, um centro de apoio aos idosos, com capacidade para 190 utentes, uma visita que estava já previamente agendada mas que fez ainda mais sentido neste timming, segundo a líder centrista.

Descomplicador:

Assunção Cristas criticou o chumbo das propostas para a criminalização do abandono de idosos, dizendo que é “incompreensível, quando a vida humana está acima de todas as outras, e quando nós vemos a esquerda mais radical preocupada com outras formas de vida”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *