Daesh reivindica atentado em Nice

niceO auto-proclamado Estado Islâmico reivindicou na manhã deste Sábado o atentado da passada quinta-feira na cidade francesa de Nice. Um camião atropelou uma multidão que assistia às celebrações da Tomada da Bastilha e fez pelo menos 84 mortos e 202 feridos. Sabe-se agora que este atentado tem a autoria do Daesh.

Num comunicado emitido pelo canal Amaq, um meio oficial do grupo terrorista, é citada uma fonte de segurança do Daesh e pode ler-se que “o autor da operação (…) é um soldado do Estado Islâmico”. E prossegue informando que o atacante, que foi abatido pela polícia no local, “executou a operação em resposta aos apelos lançados para atacar os países da coligação que combatem o Estado Islâmico”.

Este é o terceiro atentado levado a cabo pelo grupo terrorista em França desde janeiro de 2015, quando o Daesh atacou a redação do jornal satírico francês Charlie Hebdo, matando 12 pessoas. O segundo ataque deu-se em Novembro do ano passado, em Paris e Saint-Dennis, e foi o mais mortífero de todos: 137 vítimas mortais.

O atentado em Nice da passada quinta-feira voltou a abalar a França e obrigou o presidente François Hollande a prolongar o Estado de Emergência por mais três meses. Não se sabe ainda se o autor terá agido por conta própria ou se terá havido cúmplices. O balanço provisório, esse, é trágico: 84 mortos, 202 ferido, 52 em estado grave. Há ainda informação de que muitas das vítimas são jovens e crianças.

Descomplicador:

O Daesh reivindicou o atentado da passada quinta-feira em Nice, que provocou a morte a pelo menos 84 pessoas e feriu outras 202. Numa nota publicada num canal oficial do grupo terrorista lê-se que o autor agiu “em resposta aos apelos lançados para atacar os países da coligação que combatem o Estado Islâmico”.

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH – Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *