PNR simula decapitações em frente ao Palácio de Belém (com vídeo)

PNRO Partido Nacional Renovador (PNR) levou a cabo uma manifestação no Sábado dia 30 de Agosto intitulada “Islão, aqui não” e que contou com meia centena de participantes. Nesse protesto foi levada a cabo uma simulação de uma decapitação que mais tarde foi publicada pelo próprio partido.

O protesto convocado contra o Estado Islâmico e contra a entrada de refugiados no país decorreu em frente ao Palácio de Belém e encenou uma “coreografia, simbólica, com mensagem forte para retratar a verdadeira face do Islão e da ameaça que ele representa”, segundo diz o próprio PNR.

Na legenda do vídeo onde se podem ver as simulações das decapitações, o Partido Nacional Renovador escreveu que “as decapitações selvagens que, há vários meses pareciam ser lá longe, na verdade já ensombram o coração da Europa, como sucedeu, aliás, esta semana, com o horrendo crime de degolação de um Padre católico dentro da igreja”.

Para além do vídeo, o partido publicou ainda na sua página do Facebook um álbum de fotografias correspondentes a esse protesto, onde se pode ver o resultado final da encenação. José Pinto Coelho, presidente do PNR, discursou para os manifestantes após a encenação das decapitações.

Descomplicador:

O Partido Nacional Renovador promoveu no passado Sábado um protesto contra o Estado Islâmico e contra a entrada de refugiados no país, onde encenou uma decapitação. As imagens foram recolhidas pelo próprio partido e divulgadas nas redes sociais do PNR.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *