Estados Unidos dizem ter eliminado 45 mil combatentes do Daesh

Pelo menos 45 mil combatentes do Estado Islâmico foram eliminados desde 2014, data em que os Estados Unidos iniciaram as operações de combate ao Daesh. Estes dados foram avançados recentemente, agora que os norte-americanos reforçaram as operações na Síria e no Iraque.

Estado Islâmico“Estimamos que durante os últimos 11 meses tenham morrido cerca de 25.000 combatentes inimigos. Acrescentados aos 20.000 mortos anteriormente, são 45.000 inimigos retirados do campo de batalha”, avançou Sean MacFarland, tenente-general norte-americano que comanda a coligação liderada pelos Estados Unidos contra o Daesh.

Para o responsável máximo dos militares norte-americanos no local, o Estado Islâmico terá ainda um exército entre os 15 mil e os 30 mil combatentes, apesar de corroborar a informação de que nos últimos tempos os radicais têm vindo a perder capacidade de recrutamento.

“O número de combatentes na linha da frente diminuiu. Diminuíram não só em quantidade, mas também em qualidade. Não estão a actuar de uma forma tão eficaz como no passado, o que os torna um alvo mais fácil” acrescentou MacFarland através de video-conferência em Bagdade.

Descomplicador:

O tenente-coronel dos Estados Unidos da América no Iraque confirmou recentemente em vídeo-conferência com os jornalistas que a coligação liderada pelos norte-americanos eliminou já perto de 45 mil combatentes radicais.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *