Trump ultrapassa nova “linha vermelha”

Donald Trump ultrapassou ontem uma nova “linha vermelha” no que toca às eleições norte-americanas. O candidato indicado pelo Partido Republicano sugeriu a utilização da Segunda Emenda contra a candidata democrata Hillary Clinton. A Segunda Emenda dá possibilidade aos cidadãos norte-americanos de manterem e utilizarem armas de fogo.

Donald TrumpO candidato que é apoiado pela National Rifle Association, a associação de defesa de armas norte-americana e uma das mais influentes do país, disse ontem numa intervenção sobre o sistema judicial que os americanos deviam fazer algo sobre Hillary Clinton querer alterar a legislação deste sector.

“Hillary quer abolir, essencialmente abolir a Segunda Emenda. Se ela obtiver o direito de nomear os juízes que ela quiser, não há nada que vocês possam fazer, malta. Ainda que, para as pessoas da Segunda Emenda, talvez haja alguma coisa a fazer, não sei. Mas digo-vos uma coisa, esse será um dia terrível, o dia em que Hillary consegue lá colocar os juízes dela”, foram as palavras exactas de Donald Trump e que geraram reacções imediatas, inclusive na plateia que o acompanhava atrás de si.

Os assessores de Trump procuraram rapidamente negar que o candidato tenha incitado ao assassinato de Hillary Clinton, levando até o candidato a esclarecer as suas declarações na Fox News. As declarações do candidato republicano estabelecem assim uma linha vermelha depois de uma semana horribilis para Trump, que tem vindo a perder vários pontos nas sondagens.

Na Fox News, Donald Trump colocou as culpas da interpretação errada das suas declarações na comunicação social, acrescentando que “a Segunda Emenda é um movimento político forte” e que “Hillary quer tirar-vos as armas, quer deixar-vos desprotegidos nas vossas casas”.

A candidatura democrata, liderada por Hillary Clinton disse apenas que “alguém que procura ser presidente dos Estados Unidos da América não deve sugerir o recurso à violência em nenhuma situação”.

Descomplicador:

Donald Trump ultrapassou ontem uma nova “linha vermelha” ao sugerir o recurso às armas para travar as intenções de Hillary Clinton em abolir a Segunda Emenda. A candidatura do republicano procurou corrigir a situação de imediato, levando Trump a um esclarecimento em directo na Fox News.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Há 1 comentário neste artigo
  1. Pingback: Movimento de Republicanos tenta cortar o financiamento a Donald Trump – Panorama

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *