Reino Unido e França avançam para construção do muro em Calais

O Reino Unido vai mesmo avançar com o financiamento de um muro em Calais que estanque a saída de emigrantes para o país. O objectivo é que o muro esteja construído até ao final do ano e faz parte de um pacote acordado com o governo francês para controlar o fluxo de refugiados na região de Calais.

Calais

O Ministro do Interior do Reino Unido, Robert Goodwill, confirmou que o país vai financiar um muro com quatro metros de altura e com uma extensão de um quilómetro que será erguido na estrada que dá acesso aos ferries do Canal da Mancha. O muro terá um custo de 2,2 milhões de euros e será inteiramente financiado pelo governo do Reino Unido, no âmbito de um acordo com a França.

“Vamos começar a construir este novo e grande muro como parte do pacote de 17 milhões de libras que temos realizado com os franceses”, disse Robert Goodwill ainda no seguimento da confirmação da construção deste muro.

Esta construção tem como objectivo evitar que os emigrantes e as redes de tráfico humano utilizem os camiões que passam junto ao campo de Calais para tentar introduzir refugiados no Reino Unido. Segundo avança a imprensa internacional, as redes de tráfico humano estão a ficar cada vez mais agressivas contra os camionistas que utilizam aquelas estradas.

O governo do Reino Unido adianta ainda que irá construir um novo local para que os camiões possam parar em segurança, uma teoria que é rebatida por activistas no local, que garantem que tudo vai permanecer igual no que toca à segurança, com os refugiados a terem apenas que se deslocar um pouco mais.

Descomplicador:

O Reino Unido vai mesmo financiar a construção de um muro em Calais para evitar que os refugiados e que as redes de tráfico humano ameaçam os camiões que passam na estrada rumo aos ferries do Canal da Mancha. Activistas locais garantem que o muro não vai provocar nenhuma alteração.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *