Pedro Filipe Soares reforça ideia sobre os Comandos e aguarda inquérito para averiguar papel do Parlamento

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, é o deputado bloquista que integra a Comissão Parlamentar de Defesa. Depois de Catarina Martins ter vindo a publico pedir novamente a extinção do Regimento de Comandos das Forças Armadas, o líder parlamentar reforça ao Panorama esta ideia e diz ainda que aguarda as conclusões do inquérito interno para que o mesmo possa ser analisado na Assembleia da República.

pedro-filipe-soares-be

Pedro Filipe Soares é peremptório ao dizer que concorda com Catarina Martins no que toca à extinção desta unidade, acrescentando que “o Regimento de Comandos foi extinto em 1993 pela evidente incapacidade em se adequar ao paradigma democrático uma força de elite formada no contexto da guerra colonial e para responder à estratégia então definida” e que “até à sua extinção em 1993, o país chocou-se com a brutalidade contra os soldados durante a instrução, que chegou mesmo a provocar várias mortes. Acresce a inutilidade de tal especialidade militar no actual contexto estratégico nacional e militar, como ficou provada“.

O líder parlamentar do Bloco de Esquerda lembra ainda ao Panorama que em 2002 o seu partido foi contra a reactivação dos Comandos e que “a morte recente de dois militares na sequência de exercícios durante a instrução de um novo curso é extremamente grave e não pode ser ignorada. A situação está a sob inquérito, mas lembra o que ocorreu em 1993 e não pode passar sem consequências“, salienta.

Para já, Pedro Filipe Soares considera que o Parlamento deve “aguardar que o inquérito em curso seja concluído“, dizendo no entanto que dirigiu já “um requerimento ao Governo para que o relatório do inquérito em curso seja divulgado” e que então “após essa divulgação e análise, reavaliar-se-á se é necessária alguma inquirição adicional e se o Parlamento deve ser envolvido“. Isto porque, para já, “percebe-se que a opinião dominante destes decisores é pela manutenção dos Comandos“, uma opinião que o deputado bloquista entende ser “errada e (…) desgarrada do sentimento do país“.

Descomplicador:

Pedro Filipe Soares reforça ao Panorama a ideia de Catarina Martins no que toca à extinção do Regimento de Comandos. Ao Panorama, o líder parlamentar do Bloco de Esquerda esclarece ainda que dirigiu já “um requerimento ao Governo para que o relatório do inquérito em curso seja divulgado” e que então “após essa divulgação e análise, reavaliar-se-á se é necessária alguma inquirição adicional e se o Parlamento deve ser envolvido“.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *