Júlio Machado Vaz devolve medalha ao Porto por incumprimento de Manuel Pizarro

O médico psiquiatra Júlio Machado Vaz vai devolver à Câmara Municipal do Porto a medalha de mérito municipal que lhe foi entregue, devido ao incumprimento de uma promessa do vereador Manuel Pizarro, do Partido Socialista, mas com pelouros atribuídos por Rui Moreira. A indignação deve-se à Comunidade de Inserção Eng. Paulo Vallada, dirigida pelo médio portuense.

julio-machado-vaz

A Comunidade de Inserção dirigida pelo médico psiquiatra vai encerrar em Outubro por dificuldades financeiras e Júlio Machado Vaz queixa-se de várias promessas informais que não foram cumpridas por Manuel Pizarro, para devolver assim a medalha de mérito que recebeu das mãos de Rui Moreira. O psiquiatra diz saber que este é um “gesto simbólico”, acrescentando que “por trás dos símbolos vivem ideias, maneiras de ver o mundo e de nele estar. E, quem sabe, talvez a próxima IPSS que solicitar vinte ou trinta minutos de atenção tenha mais sorte”.

Júlio Machado Vaz explica que conversou informalmente sempre com Manuel Pizarro, vereador com o pelouro da Ação Social, que garantiu que a autarquia podia auxiliar a Comunidade de Inserção caso reduzissem os custos de funcionamento. O psiquiatra garante então que a equipa foi reduzida, que os salários foram “espremidos” e que a partir de certo momento, “nada aconteceu, de um momento para o outro os canais de comunicação deixaram de funcionar; silêncio absoluto”.

Apesar das criticas, Manuel Pizarro refere ao jornal Expresso que “reitera a disponibilidade já assumida de ajudar a resolver esses problemas de acordo com os recursos ao seu alcance”, mas explica também que a Câmara do Porto “não tem ao seu dispor nenhuma alternativa que permita a instalação da Comunidade”. Para já, tanto a Câmara do Porto como o presidente da autarquia, Rui Moreira, recusam comentar a devolução da medalha.

Descomplicador:

O médico psiquiatra Júlio Machado Vaz vai devolver à Câmara Municipal do Porto a medalha de mérito que lhe foi atribuída. O psiquiatra alega que Manuel Pizarro, vereador da Ação Social não deu cumprimento a uma série de promessas que levaram ao fecho da Comunidade de Inserção Eng. Paulo Valladas.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *