Um ano de eleições legislativas. O que se disse e o que se escreveu a 4 de Outubro de 2015

Assinala-se hoje um ano desde que decorreram as eleições legislativas de 4 de Outubro de 2015. Nessa noite a coligação Portugal à Frente (PSD/CDS) saiu vencedora com 36,8% dos votos e o Partido Socialista tinha sido relegado para segundo lugar com 32,6%. Na noite das eleições poucos ou nenhuns foram os que apostaram na solução governativa que agora se vive. O Panorama recorda o que se disse e o que se escreveu na noite das eleições.

Legislativas 2015Dentro do Partido Socialista várias foram as figuras que na noite eleitoral pediram a demissão de António Costa e vários foram os que escreveram o epitáfio do agora Primeiro-Ministro. Apesar disso, Costa não assumiu a derrota e como escreve o jornal Expresso começou a preparar logo nessa noite o acordo à esquerda, com o PCP e o Bloco. Nessa noite, Diogo Leão, que seria eleito deputado disse que “o PS reconhece os resultados com humildade e irá prosseguir o seu projecto politico no quadro parlamentar”, o que veio a acontecer, embora a solução tenha surpreendido muitos.

Paulo Portas, líder do CDS na altura disse no seu discurso de vitória que “não é possível que o PS transforme a derrota nas urnas numa espécie de vitória na secretaria”, antevendo talvez aquilo que estaria a ser preparado por António Costa, que segundo o Expresso teria já promovido um encontro entre Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa e Jorge Costa, coordenador da concelhia de Lisboa do Bloco, onde também esteve Francisco Louçã e onde o tema do acordo entre as esquerdas começou a ser desenhado.

O caminho seguido por António Costa tinha sido já apontado por João Semedo ao Panorama, na ressaca das primeiras projecções, com o ex-coordenador bloquista a constatar que “a direita perdeu a sua maioria, a esquerda tem a maioria dos votos e do país”. Semanas depois, a esquerda acabaria mesmo por unir-se. O XX Governo Constitucional seria chumbado na Assembleia da República, o mesmo local onde o XXI foi viabilizado pelo Partido Socialista, Partido Comunista Português, Bloco de Esquerda e Partido Ecologista Os Verdes.

O Panorama acompanhou as eleições legislativas em live-blog e ouviu alguns dos protagonistas do momento.

Descomplicador:

Assinala-se hoje um ano desde que decorreram as eleições legislativas de 2015. Nessa noite a coligação Portugal à Frente (PSD/CDS) acabaram por vencer, mas semanas depois, o PS firmou um acordo com as esquerdas para assumir a liderança do executivo. O Panorama recorda o que se disse e o que se escreveu nessa noite.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *