António Guterres deve ser o próximo Secretário-geral da ONU

António GuterresAntónio Guterres venceu a sesxta eleição, que ocorreu esta quarta-feira, para o cargo de secretário-geral da ONU. Esta foi a primeira votação em que ficou conhecido o sentido de voto dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança das Nações Unidas – China, França. Reino Unido, Rússia e Estados Unidos.

O antigo primeiro-ministro obteve 13 votos a favor, duas abstenções e zero votos contra. Assim sendo, António Guterres deve ser eleito como o próximo secretário-geral da ONU já esta quinta-feira, dia da votação final. Esta foi também a primeira votação em que participou Kristalina Georgieva, a candidata bulgára que surgiu na corrida nos instantes finais. A vice-presidente da Comissão Europeia recebeu apenas cinco votos favoráveis, oitos de desencorajamento e duas abstenções. Georgieva assumiu a derrota e já deu os parabéns a Guterres pela eleição através do seu twitter oficial.

Esta votação, realizada em Nova Iorque, apesar de ser indicativa era considerada crucial para a candidatura de Guterres, que até agora tinha vencido todas as cinco votações informais anteriores mas que ainda não tinha defrontado aqula que até hoje era considerada a maior adversária do português: Kristalina Georgieva.

António Costa também já reagiu. O chefe de governo revelou estar emocionado pelos resultados desta sexta votação e destacou o esforço feito por todos para que esta eleição fosse possível: “foi um grande trabalho da nossa diplomacia, um grande esforço que todos temos feito, todos os órgãos de soberania, todos os partidos”. O primeiro-ministro disse ainda estar muito orgulhoso pelo feito alcançado pelo amigo Guterres.

Apesar de a votação final só ser conhecida amanhã, tudo aponta para que António Guterres seja o próximo secretário-geral da ONU. Trata-se, por isso, de uma questão de horas até Guterres ser eleito o novo secretário-geral da ONU.

Descomplicador:

António Guterres venceu a sexta eleição para secretário-geral da ONU. O português obteve 13 votos de encorajamento, duas abstenções e zero votos contra. Assim sendo, Guterres deve ser eleito já esta quinta-feira como próximo secretário-geral das Nações Unidas.

 

Publicado por: José Pedro Mozos

23 anos, natural de Lisboa. Aos dezasseis anos percebeu que a sua vocação era o jornalismo. Licenciado em jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós graduado em Jornalismo Multiplataforma pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa. Entre março de 2016 e junho de 2017 passou pela SIC Notícias. Faz parte da editoria de política da Revista VISÃO desde julho de 2017. Acredita no jornalismo como sendo um dos pilares de qualquer democracia. Atualmente, faz parte do Conselho Editorial do Panorama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *