Rui Moreira promete campanha “simples” e na rua “junto dos cidadãos”

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, disse em entrevista à revista brasileira Veja que a sua campanha para as eleições autárquicas de 2017 será “simples” e passada na rua “junto dos cidadãos” do Porto, à semelhança do que fez em 2013, onde diz ter percorrido mais de seis mil quilómetros no concelho. Rui Moreira anunciou já a sua recandidatura e tem recebido diversos apoios, incluindo de outros partidos.

Rui Moreira

“Vou para a rua falar com os meus cidadãos e apresentar o meu projeto, que é de continuidade”, disse Rui Moreira em entrevista à revista Veja, acrescentando ainda que vai tirar férias para conduzir a campanha, visto que é contra um presidente em actividade estar a fazer campanha em simultâneo. O autarca do Porto explicou que não se filiou em nenhum partido tendo em conta que “pode atrapalhar, não pela ideologia, mas pela clientela”.

Ainda assim, Rui Moreira esclarece que “no âmbito social, sou de esquerda. Na organização do Estado, de direita. Sou uma pessoa tipicamente do centro, da social democracia”, explicando ainda que começou a ter uma voz activa na cidade quando assumiu a Associação Comercial do Porto. O presidente da Câmara do Porto explicou que em 2013 a sua estratégia foi a de ouvir os portuenses, promovendo “reuniões com os cidadãos em torno de temas previamente definidos”.

Candidato em 2013 sob o nome “O meu partido é o Porto”, Rui Moreira conta também que “andava muito a pé pela cidade” e que a queixa mais habitual era a de que “o Porto não era confortável”, onde “os mais velhos queriam uma cidade segura e limpa, onde pudessem andar na rua a pé” e os “mais novos — o Porto tem muitos jovens, pois é uma cidade universitária — queriam uma cidade vibrante, que propiciasse a vivência de coisas interessantes”.

Descomplicador:

Rui Moreira explicou à revista brasileira Veja a sua estratégia nas eleições autárquicas de 2013 e adiantou que pretende seguir o mesmo rumo nas de 2017. Para Rui Moreira o segredo está em ouvir os cidadãos e em percorrer as ruas da cidade para perceber o que é necessário mudar.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *