O que dizem os jornais sobre a manifestação dos taxistas

publico-11-outubroA manifestação dos taxistas marcou ontem a actualidade noticiosa em Portugal. Os confrontos com a policia, a reunião de última hora com o Ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes e à noite o debate no programa Prós e Contras com o Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes foram alguns dos pontos chaves do protesto convocado pela ANTRAL e pela Federação Portuguesa de Táxis. Durante a madrugada os dois dirigentes das suas associações entenderam desmobilizar o protesto e marcar um novo dia de luta para Segunda-Feira, 17 de Outubro.

 

O Correio da Manhã escreve que quatro mil taxistas protestaram durante o dia de ontem em Lisboa, dando ainda conta das três detenções que a PSP efectuou ontem durante o dia. Já o Jornal de Noticias coloca na capa o bloqueio do acordo entre os taxistas e o governo.

O JN diz que o executivo não cedeu apesar dos confrontos entre o sector e a policia, abordando ainda o facto de a Uber ter sido a aplicação mais descarregada do dia na App Store. O Público segue a mesma linha ao dizer que “tensão máxima não faz governo ceder” e mostrando algumas das cidades de onde vieram táxis para a grande concentração de ontem.

jornal-i-11-outubro

O Diário de Noticias, com uma foto da presença policial, também destaca a intransigência do Ministério do Ambiente, ao dizer que “sob pressão, ministro recebeu taxistas mas não cede a exigências”.

Por fim, o jornal i diz que “60 mil passageiros do aeroporto de Lisboa [foram] prejudicados pela manifestação”, relatando a história de turistas que acreditaram que tinha existido um atentado, sobre a enchente de transportes públicos alternativos com o o Metropolitano de Lisboa ou ainda mostrando a forma como são contratados os motoristas das plataformas Uber e Cabify.

Descomplicador:

Foi o grande tema do dia de ontem na imprensa portuguesa. A manifestação dos taxistas, os confrontos com a policia e a reunião de última hora foram alguns dos momentos marcantes do dia. A maioria dos jornais portugueses destaca a intransigência do Ministério do Ambiente na negociação com a ANTRAL e a Federação Portuguesa de Táxis.

 

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *