200 milhões em pensões separam António Costa do BE e do PCP

200 milhões de euros separam o Governo de António Costa dos parceiros parlamentares Bloco de Esquerda, PCP e Os Verdes. Segundo avança o Observador, será o Primeiro-Ministro, António Costa, a ter que desbloquear este impasse.

António Costa

Segundo avança o jornal digital, o desbloqueio deste impasse ficou para António Costa, que no Conselho de Ministros de hoje deverá aprovar a proposta de Orçamento de Estado que tem que ser enviada até amanhã à Assembleia da República.

O executivo de António Costa apresentou aos parceiros de Parlamento uma proposta de aumento das pensões acima da inflação, mas ainda assim existe uma disparidade de valores, visto que as pensões mais baixas não sobem nem dez euros.

Na reunião de ontem onde estiveram presentes Vieira da Silva, ministro com a tutela da Segurança Social e Augusto Santos Silva, que substitui António Costa na sua ausência, apresentaram um reforço de 200 milhões de euros neste sector, mas não foi o suficiente para satisfazer as exigências do Bloco de Esquerda, do PCP e d’Os Verdes.

O Bloco de Esquerda diz que para já nada está fechado e que o que separa o Governo dos restantes parceiros são cerca de 200 milhões de euros, garantindo ainda que “faremos o trabalho, o melhor possível até à aprovação na generalidade e vamos continuar a trabalhar na discussão do Orçamento na especialidade”.

Descomplicador:

António Costa tem hoje várias questões para fechar no que toca ao Orçamento de Estado. Uma delas é a diferença entre o investimento no aumento das pensões. Segundo o Bloco de Esquerda, 200 milhões de euros separam as pretensões do Governo das do BE, PCP e PEV.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *