Juventude Popular critica “desinvestimento na educação”

“Educação sem um tostão” é o que afirma a Juventude Popular quanto à gestão de Tiago Brandão Rodrigues no Ministério da Educação. Em reacção ao Orçamento do Estado para 2017, a Juventude Popular critica o “desinvestimento” no sector para o ano de 2017.

Juventude Popular Tiago Brandão Rodrigues

Para a Juventude Popular é criticável a “nova encenação” da apresentação do Orçamento do Estado 2017, ao comparar “a dotação orçamental prevista para a educação em 2017 com a dotação inicial de 2016”, que procurar assim “simular um aumento do investimento naquela pasta”.

“O Governo não pode comparar as suas previsões com previsões anteriores. Tem de as comparar com os dados reais de execução orçamental em 2016, que já existem. Como fizeram todos os Governos até à data”, diz a estrutura de juventude mais próxima do CDS, considerando “escandaloso que quem prometeu investir nas escolas e nos recursos humanos do nosso país se furte agora a essa responsabilidade e procure enganar os estudantes quanto ao seu verdadeiro programa político, através de malabarismos orçamentais”.

A JP aproveita também para atacar os sindicatos do sector, ao afirmar que o “sindicalista Mário Nogueira, ocupado a apodar de “cretinos” (sic) os seus adversários políticos e a ditar que “a luta, é a FENPROF que a determina”, não parece ter encontrado tempo para protestar contra este ataque à Escola Pública”.

Descomplicador:

A Juventude Popular criticou em comunicado a actuação do Ministério da Educação quanto ao Orçamento do Estado 2017. A JP critica a “encenação” para “simular um aumento do investimento naquela pasta”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *