Michelle e a presidência: “Be quiet back there”

Michelle ObamaAinda antes de Donald Trump ter sido eleito como presidente dos Estados Unidos da América, já surgia nas redes sociais um movimento intitulado Michelle2020 que pedia a candidatura de Michelle Obama à presidência norte-americana daqui a quatro anos. Com a eleição de Trump esse movimento ganhou ainda mais dimensão e pela primeira vez a ainda Primeira-Dama reagiu a esse pedido.

 

Na Conferência de Veteranos Sin Hogar, em Washington, a mulher de Barack Obama ouviu alguém na plateia gritar: “concorre a presidente”, respondendo de imediato: “esteja calado aí atrás”, arrancando muitos risos entre aqueles que assistiam ao seu discurso.

Barack Obama já tinha dito que era impossível uma candidatura de Michelle Obama e agora foi a vez da própria Michelle não dar seguimento aos pedidos que têm sido veiculados nas redes sociais e que agora foram veiculados pessoalmente.

Num evento no Louisiana, também em tom bem humorado, Barack Obama tinha dito que “há três certezas nesta vida: A morte, os impostos e que a Michelle não vai concorrer às eleições”, afastando assim essa possibilidade, para desilusão de muitos norte-americanos.

Descomplicador:

Michelle Obama tem sido desafiada a candidatar-se à presidência dos Estados Unidos da América mas tem recusado falar do tema, embora Barack Obama tenha já garantido que essa possibilidade não existe.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *