Morreu o homem que a América não conseguiu derrotar

O histórico lider cubano, Fidel Castro, faleceu às 22h29 do dia 25 de Novembro em Havana, Cuba, quando o relógio em Portugal marcava mais cinco horas. O anúncio foi feito durante a manhã de Sábado na televisão estatal cubana, pelo seu irmão e actual presidente de Cuba, Raul Castro.

Marcelo Fidel Castro

“Em conformidade com a vontade expressa pelo camarada Fidel, os seus restos mortais vão ser cremados às primeiras horas”, anunciou Raul Castro, dando ainda conta de que foram decretados nove dias de luto e que após esses dias é que serão completadas as cerimónias fúnebres.

Afastado desde Julho de 2006, Fidel Castro tinha passado a liderança de Cuba ao seu irmão, Raul Castro, mais novo cinco anos. Em Abril deste ano tinha dito no congresso do Partido Comunista de Cuba que “talvez esta seja a última vez que falo nesta sala. Em breve cumprirei 90 anos, não em resultado de nenhum esforço mas por capricho do destino. Sou como todos os demais: também chegará a minha hora”.

O Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa esteve com Fidel Castro há precisamente um mês, tendo sido das últimas figuras de estado a estar com o histórico líder da Revolução Cubana. Marcelo emitiu já uma mensagem de condolências, onde diz que “no momento em que tomo conhecimento do falecimento do antigo Chefe de Estado Cubano, Comandante Fidel Castro, quero expressar as minhas sinceras condolências ao Presidente Raúl Castro Ruz e ao Povo Cubano”.

Por todo o mundo têm existido reacções de condolências, mas também festejos, onde se destacam os festejos de vários cubanos em Miami, nos Estados Unidos da América. O presidente norte-americano eleito, Donald Trump reagiu à morte de Fidel escrevendo no Twitter: “Fidel Castro está morto”.

Nascido em Agosto de 1926, Fidel Castro esteve no poder 47 anos.

O homem que os Estados Unidos não conseguiram derrotar

fidel

No imaginário de todos estavam as várias tentativas dos Estados Unidos da América para acabar com o regime cubano e com Fidel Castro. Recentemente a CIA, a agência de espionagem norte-americana, foi obrigada a “desclassificar” vários documentos relativos às ordens de assassinato de Fidel Castro.

Uma das ideias da CIA era criar um efeito alucinógénio no estúdio de rádio onde Fidel discursava ou nos charutos que fumava, criando-lhe assim uma desorientação que minasse a sua credibilidade. Outra das ideias passava pelo envenenamento das botas de Fidel Castro, que em viagens ao estrangeiro eram deixadas à porta do quarto para serem engraxadas durante a noite.

No entanto as ideias tinham também objectivos letais, tais como charutos explosivos ou envenenados, calções envenenados ou uma caneta com um veneno letal. Fidel Castro acabou por sobreviver a todas as tentativas de assassinato político e acabou por falecer de forma natural.

Descomplicador:

Morreu o histórico líder cubano, Fidel Castro. Aos 90 anos de idade, Fidel “fintou” todas as tentativas de assassinato político falecendo de forma natural. Marcelo Rebelo de Sousa foi das últimas figuras de estado a privar com Fidel.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *