Bloco de Esquerda quebra protocolo com Reis de Espanha

O Bloco de Esquerda foi o único partido a quebrar por completo o protocolo com os Reis de Espanha, que estiveram esta manhã presentes numa sessão solene na Assembleia da República. O Partido Comunista Português não aplaudiu o discurso de Filipe VI mas levantou-se após a intervenção do Chefe de Estado espanhol.

Filipe VI Rei de Espanha

Filipe VI reafirmou hoje no Parlamento a relação entre Portugal e Espanha, dizendo que “nos últimos anos, tanto Espanha como Portugal sofreram uma crise económica que afetou gravemente os nossos cidadãos. Hoje, as nossas economias retomaram a senda do crescimento e continuar a trabalhar no aprofundamento da relação económica bilateral é a melhor maneira de consolidar a recuperação, a criação de emprego e a sustentabilidade do modelo social que partilhamos”.

Para o Chefe de Estado de Espanha, “quanto melhor vá a Europa, melhor irão Portugal e Espanha e quanto melhor sigam Espanha e Portugal, melhor caminhará a Europa”, considerando assim fulcral a manutenção das boas relações entre os dois países. Filipe VI foi aplaudido de pé pelo Governo e pelos grupos parlamentares do PSD, PS e CDS. O Partido Comunista levantou-se mas não aplaudiu o discurso, enquanto o Bloco de Esquerda não aplaudiu nem se levantou após a intervenção.

Aliás, o Bloco de Esquerda faltou até à cerimónia de cumprimento dos Reis de Espanha, que decorreu antes da sessão solene. Alguns deputados do Bloco de Esquerda envergaram ainda um pin com a bandeira da segunda republica espanhola, fazendo assim referência ao sentimento pró-republicano que está patente nos pilares fundadores do partido.

No seu facebook, o presidente da Juventude Monárquica Portuguesa, Gonçalo Martins da Silva, considerou “vergonhoso o que se passou na Assembleia, o Bloco a desrespeitar o Soberano de Espanha, e pior ainda, envergar um pin com a bandeira que não representa a vontade do Povo Espanhol”, acrescentando ainda que “o nosso Primeiro-Ministro devia repensar no imediato se quer continuar a pactuar com este partido ditactorial”.

Descomplicador:

O Bloco de Esquerda faltou à cerimónia de cumprimento aos monarcas espanhóis, não se tendo levantado após a intervenção do Chefe de Estado espanhol. O PCP não aplaudiu o discurso de Filipe VI, mas levantou-se após a sua intervenção. O Governo e os grupos parlamentares do PSD, PS e CDS aplaudiram de pé a intervenção do monarca espanhol.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *