“Ainda acha prioritário investir em ciclovias?”. PSD Lisboa lança novo vídeo

Depois do polémico vídeo em que critica as ciclovias em Lisboa, a concelhia do Partido Social Democrata lançou hoje um novo vídeo onde volta a colocar a questão: “Ainda acha prioritário investir em ciclovias?”. No vídeo de um minuto são mostradas várias imagens do caos nos transportes públicos e do caos provocado pelas obras na cidade.

O PSD Lisboa começa por dizer que, “enquanto a Câmara anda entretida as ciclovias, este é o cenário de Lisboa:”, apresentando de seguida várias imagens sobre o caos nos transportes públicos, nomeadamente, devido aos problemas de circulação e à falta de bilhetes nas estações.

Mais à frente os sociais-democratas apresentam vários recortes de jornais em que as obras são o tema principal, devido à demora e ao facto de estarem a paralisar o trânsito em zonas centrais da cidade. O facto de a autarquia ter ainda alterado as datas de conclusão das intervenções no seu site, também é referido neste vídeo.

No fim do vídeo os sociais-democratas perguntam então se “ainda acha prioritário investir em ciclovias?”, procurando assim corrigir a polémica do vídeo anterior, onde criticam o desmesurado investimento em ciclovias que, segundo o partido, eram muito pouco utilizadas.

Descomplicador:

O PSD Lisboa voltou a lançar um vídeo sobre o actual estado da capital e volta a referir as ciclovias. Depois de enumerados os problemas com os transportes públicos e com as obras na cidade, os sociais-democratas perguntam se “ainda acha prioritário investir em ciclovias?”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Há 1 comentário neste artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *