Colômbia aprova amnistia para membros das FARC

O Congresso da Colômbia aprovou a lei de amnistia para os membros das FARC, uma das medidas prevista no acordo de paz entre o governo colombiano e a milícia armada. A aprovação desta medida estava prevista no acordo feito entre Juan Manuel Santos e a oposição.

A lei aprovada no congresso, amnistia alguns dos elementos das FARC, acusados de crimes menores durante o conflito que vitimou mais de 260 mil mortos, durante os 52 anos de conflito. Juan Manuel Santos considera esta a “primeira medida para a consolidação da paz” no país.

Recorde-se que o primeiro acordo de paz foi chumbado em referendo, por ter sido considerado demasiado brando para com os membros da milícia colombiana. Mais tarde, Juan Manuel Santos submeteu um novo acordo no congresso colombiano, já não o tendo colocado à votação do povo.

O presidente colombiano conquistou o Prémio Nobel da Paz com este acordo, que nesta segunda versão previa já medidas mais duras para com as FARC. Algumas das emendas englobam a entrega de todos os bens ao Estado para serem utilizados em indemnizações às famílias das vítimas ou a denúncia de todas as actividades conhecidas ligadas ao tráfico de droga.

Descomplicador:

O Congresso da Colômbia aprovou a lei que amnistia os membros das FARC acusados de crimes menores durante o conflito armado. Esta é uma das alterações consagradas no novo acordo de paz.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *