Ministro durante quatro meses, Campos e Cunha admite pressões de Sócrates

Luis Campos e Cunha foi Ministro das Finanças de José Sócrates durante quatro meses, mas revelou recentemente no Parlamento que, nesse tempo, foi pressionado pelo ex-Primeiro-Ministro para afastar a equipa de gestão da Caixa Geral Depósitos. Entretanto, José Sócrates negou já que tivesse pressionado Campos e Cunha.

“Desde o início, como ministro das Finanças, fui pressionado pelo primeiro-ministro [José Sócrates] para demitir o presidente da CGD e a administração da CGD”, disse Campos e Cunha na Comissão Parlamentar de Inquérito à situação da Caixa Geral Depósitos, admitindo que a “relação com a CGD não teve um período de maturidade suficiente”.

Campos e Cunha disse que tem como principio dar tempo aos responsáveis para mostrarem trabalho e que esse foi até o motivo para não ter demitido nenhum director-geral durante o seu tempo no executivo. Nos contactos com Vítor Martins, presidente da CGD na altura, Campos e Cunha diz ter sentido que existia uma “estratégia para a CGD, que os problemas existentes estavam identificados e havia soluções para os ultrapassar”.

Ainda na audição parlamentar, Campos e Cunha acrescentou que “também o governador do Banco de Portugal, Vítor Constâncio [à época], me disse que tinha boa impressão sobre a equipa de gestão da CGD. Era uma equipa de profissionais com experiência de banca. Havia algumas nomeações que poderíamos considerar mais político-partidárias, mas eram a minoria”.

Entretanto, numa nota difundida pela Agência Lusa, José Sócrates negou já que tivesse pressionado Campos e Cunha para demitir a equipa de gestão do banco público, considerando “desprezível” a atitude do ex-ministro.

Descomplicador:

O ex-Ministro das Finanças de José Sócrates, Campos e Cunha, disse no Parlamento que foi pressionado pelo Primeiro-Ministro para demitir a equipa de gestão da Caixa Geral Depósitos. José Sócrates desmentiu já as declarações do ex-ministro, que esteve no cargo apenas quatro meses.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *