Mário Soares. Faleceu uma das figuras da história de Portugal

Nascido a 7 de Dezembro de 1924 em Lisboa, Mário Soares, ex-Primeiro-Ministro e ex-Presidente da República, faleceu hoje com 92 anos de idade no Hospital da Cruz Vermelha. Fundador do Partido Socialista e uma das figuras do regime democrático em Portugal, só depois do falecimento da sua mulher, Maria Barroso em Julho de 2015 é que deixou de intervir publicamente com tanta frequência.

Mário Soares foi internado no final do ano e apesar de inicialmente ter registado ligeiras melhorias, que o levaram a deixar os cuidados intensivos, voltou poucos dias depois a piorar, inspirando novamente cuidados. Dia após dia foi perdendo a consciência até entrar em coma profundo, acabando por falecer no Hospital da Cruz Vermelha.

Gerou paixões e ódios, à esquerda e à direita, pelo protagonismo que assumiu na história de Portugal especialmente desde o 25 de Abril de 1974. Foi fundador do PS e Primeiro-Ministro no I e II Governo Constitucional entre 1976 e 1978 e mais tarde entre 1983 e 1986. Assumiu em 1975 um papel preponderante durante o PREC, tendo-se assumido como um dos líderes civis, onde acabou por conduzir o PS à vitória nas primeiras eleições democráticas.

Liderou entre 1983 e 1986 um governo de bloco central com o PSD, com Carlos Mota Pinto e Rui Machete como vice-primeiros-ministros e onde estavam ainda nomes como Ernâni Lopes, João Deus Pinheiro, José Veiga Simão, António Capucho, entre outros, numa época em que Portugal era alvo de assistência financeira externa. Foi o responsável pela adesão de Portugal à União Europeia, ex-Comunidade Económica e Europeia.

Quando deixou São Bento em 1986, venceu as mais apertadas eleições presidenciais de que há memória, derrotando Freitas do Amaral por 51% contra 48%, depois de na 1ª volta ter obtido apenas 25% dos votos. Cumpriu dois mandatos, deixando Belém apenas em 1991. Mais tarde, em 2005, voltou a candidatar-se à Presidência da República, mas viria a ser derrotado por Cavaco Silva e por ficar atrás de Manuel Alegre, que o PS recusou apoiar, tendo obtido apenas 14% dos votos.

A nível internacional, foi cabeça-de-lista do Partido Socialista ao Parlamento Europeu em 1999, onde foi posteriormente candidato à liderança deste órgão, que veio a perder para Nicole Fontaine. Manteve sempre uma presença pública de relevo, quer através de artigos de opinião regulares na imprensa nacional, quer através da participação em iniciativas politicas.

Descomplicador:

Mário Soares faleceu hoje com 92 anos de idade no Hospital da Cruz Vermelha em Lisboa. Ex-Primeiro-Ministro e ex-Presidente da República, Mário Soares era uma das figuras do regime democrático em Portugal, assumindo um papel preponderante durante o PREC, pós-Estado Novo e mais tarde na adesão de portugal à União Europeia (ex-CEE).

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *