“PS não precisa, nunca mais, da direita para governar”

É uma das frases fortes da entrevista do Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Pedro Nuno Santos, ao Jornal Económico. Para um dos mais jovens membros do Governo, este executivo tem já o mérito de ter conseguido aproximar o Partido Socialista dos partidos à sua esquerda.

O responsável por fazer a ligação entre o Partido Socialista e os partidos com acordos parlamentares, o facto de o PS “nunca mais precisar da direita para governar” é uma “vitória muito importante”.

Pedro Nuno Santos reforçou ainda a estabilidade do acordo parlamentar entre o PS, PCP, Bloco de Esquerda e Os Verdes. “[Esta solução] não é frágil: já provou suficientemente a solidez da solução para não termos de continuar a antecipar quando é que vai acabar”, pede o Secretário de Estado, que usufruiu recentemente da licença de paternidade, sendo substituído por Mariana Vieira da Silva.

O actual membro do executivo foi um dos nomes que mais tem crescido dentro da estrutura do Partido Socialista nos últimos anos. Apelidado como um dos “jovens turcos”, Pedro Nuno Santos recusa no entanto que o PS se tenha radicalizado no seu discurso. “O PS não se radicalizou. Não estamos propriamente a implementar um programa radical. Tudo o que tem sido feito neste último ano é profundamente social democrata”, diz o Secretário de Estado.

Descomplicador:

Pedro Nuno Santos, em entrevista ao Jornal Económico, diz que é “uma importante vitória” o facto de o Partido Socialista não precisar do apoio dos partidos à direita para governar, no futuro. O Secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares recusa ainda que o PS se tenha radicalizado.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *