Conselheira de Donald Trump critica falta de despedimentos na comunicação social

A conselheira de Donald Trump falou sobre a relação dos jornalistas com a administração do novo presidente dos Estados Unidos da América. Em entrevista à Fox News, Kellyanne Conway contestou a ausência de despedimentos nos órgãos de comunicação social norte-americanos, considerando “tendenciosa” a cobertura jornalística feita às eleições presidenciais.

Em conversa com o jornalista Chris Wallace, da Fox News, a antiga diretora de campanha do novo presidente dos EUA denunciou a comunicação social norte-americana por ter elaborado notícias de índole tendenciosa, afirmando que “os jornalistas deviam estar envergonhados”.

“Nem uma pessoa de uma estação foi despedida, nenhum comentador político que falou mal de Donald Trump foi demitido”, acusou Kellyanne Conway, fazendo igualmente referência a uma “campanha anti-Trump enquanto candidato, presidente eleito e presidente” feita por parte dos média.

Reforçando essa ideia, a conselheira de Donald Trump disse ainda que “a tendência jornalística é fácil de ser detetada”, um facto que releva ter sido benéfico para a campanha do novo presidente dos EUA, uma vez que “sinceramente ajuda-nos, porque a rejeição desta eleição é uma rejeição das elites e do status quo”.

Esta posição tomada pela administração Trump não é, porém, uma novidade, sendo que já algumas críticas foram feitas à comunicação social. O estratega da Casa Branca Steve Bannon já tinha comentado que os média deviam estar humilhados e deveriam calar-se. Já Donald Trump fez uma generalização da comunicação social norte-americana, afirmando que os jornalistas inventavam e reportavam falsas notícias.

Descomplicador:

Em entrevista à Fox News, a conselheira de Donald Trump falou sobre os média norte-americanos, contestando a ausência de despedimentos nos órgãos de comunicação social, devido à campanha anti-Trump que considera existir desde que o recém-eleito presidente se anunciou como candidato.

zybjvmxe@pwrby.com'
Publicado por: Joana Silva

20 anos, natural da Madeira. Estuda jornalismo na Escola Superior de Comunicação Social e é em Lisboa que está a dar os seus primeiros passos no jornalismo. Colabora também com o Bola na Rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *