Comício de Emanuel Macron junta 16 mil pessoas

O comício de Emanuel Macron, candidato presidencial francês, juntou 16 mil pessoas em Lyon. Antigo ministro do governo socialista, Macron é visto depois do escândalo de François Fillon como uma das melhores hipóteses para derrotar Marine Le Pen numa eventual segunda volta.

“Uma demonstração de vontade de considerar um futuro novo”, disse Emanuel Macron após o primeiro banho de multidão, que recebeu na cidade de Lyon. Apesar de ministro do governo socialista de Hollande e Manuel Valls, Macron reposicionou-se para estas eleições ao centro, surgindo agora como uma forte alternativa para uma segunda volta frente a Marine Le Pen.

“Não vos digo que a esquerda e a direita não significam mais nada, que já não existem, que são a mesma coisa. Mas estas clivagens nos momentos históricos serão inultrapassáveis”, disse Macron em frente aos milhares de francesas que acorreram para um dos seus primeiros grandes eventos públicos da campanha.

Emanuel Macron era um dos “protegidos” de François Hollande, mas acabou por se demitir do governo com vista a preparar estas eleições presidenciais. Também na abertura das campanhas, Jean-Luc Melenchon, apresentou-se fisicamente em Lyon, mas através de um holograma esteve também “presente” em Paris, juntando, segundo a campanha, 12 mil pessoas em Lyon e seis mil em Paris.

Marine Le Pen também esteve em Lyon no Domingo, um dia depois de Macron, onde vincou algumas das suas bandeiras de campanha, como a saída do euro.

Descomplicador:

Emanuel Macron, o ex-ministro socialista, que agora é o candidato presidencial do centro em França, reuniu 16 mil pessoas num comício em Lyon. Marine Le Pen também esteve na cidade, assim como Jean-Luc Melenchon, candidato da esquerda, que utilizou um holograma para estar “presente” em dois locais ao mesmo tempo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *