António Costa defende Mário Centeno no debate quinzenal

O Primeiro-Ministro, António Costa, defendeu no debate quinzenal de hoje, na Assembleia da República, o Ministro das Finanças, Mário Centeno, sobre o caso da declaração de rendimentos de António Domingues, da Caixa Geral Depósitos.

O ataque surgiu por parte do líder parlamentar do PSD, Luis Montenegro, que abriu assim as hostilidades para o tema Caixa Geral Depósitos, depois de hoje o Eco ter publicado uma troca de emails entre Centeno e António Domingues, “desobrigando-o” de entregar a declaração de rendimentos.

António Costa recusou no entanto essas garantias, dizendo que “o senhor ministro não mentiu e não há qualquer prova de que ele assumiu os compromissos que dizem que ele assumiu”. O Primeiro-Ministro nega assim que Mário Centeno tenha mentido ao Parlamento, na Comissão de Inquérito à situação da CGD.

O debate quinzenal que decorreu esta tarde motivou mais uma vez momentos de maior animosidade entre o PSD e o PS, terminando com um forte ataque de António Costa ao PSD e CDS ao dizer que “nunca ninguém me viu a acender uma vela para que os juros da dívida pública aumentassem”, terminando com “Quem não sabe ser oposição não sabe ser Governo mas agora percebemos que quem não sabe ser Governo não sabe ser oposição”.

Descomplicador:

O debate quinzenal foi mais uma vez palco de ataques entre o PSD e o Partido Socialista, sobretudo na questão da Caixa Geral Depósitos, onde o Primeiro-Ministro saiu em defesa de Mário Centeno no caso da declaração de rendimentos de António Domingues.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *