O encontro onde a emigração esteve em segundo plano

O presidente norte-americano, Donald Trump, e o presidente canadiano, Justin Trudeau, estão reunidos desde ontem em Washington, num encontro em que a economia e os acordos comerciais têm assumido o maior protagonismo, relegando a emigração para segundo plano.

Em cima da mesa estava a discussão do NAFTA, o acordo comercial entre o Canadá, o México e os Estados Unidos da América. “É a obrigação do primeiro-ministro canadiano ter uma relação construtiva e operacional com o presidente dos EUA, e é precisamente isso o que pretendo fazer”, disse Trudeau no inicio do encontro.

Justin Trudeau disse ainda que os pontos do acordo que os Estados Unidos pretendem refazer com o Canadá não são tão graves como com o México, onde as negociações poderão ser mais demoradas.

Ainda assim, os holofotes recaíam sobre a questão da emigração, mas esse foi um tema que acabou por passar para segundo plano. “A última coisa que os canadianos esperam de mim é que dê lições a outro país sobre a forma como governam”, disse o líder do Canadá, arrumando assim a questão de querer dar lições a Donald Trump.

Recorde-se que Justin Trudeau abriu as portas do Canadá aos refugiados que Donald Trump recusou assim que chegou à Casa Branca.

Descomplicador:

Justin Trudeau está nos Estados Unidos da América para um conjunto de reuniões com Donald Trump, mas o tema de imigração tem passado para segundo plano, com a prioridade apontada ao acordo comercial entre os países da América do Norte.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *