Matos Correia deixa liderança da Comissão de Inquérito à Caixa. Oposição pondera criar nova Comissão

José Matos Correia, deputado do PSD, demitiu-se hoje da liderança da Comissão Parlamentar de Inquérito à Caixa Geral Depósitos. Depois de ontem a esquerda ter negado o acesso às SMS entre António Domingues e Mário Centeno, Matos Correia disse que iria pensar se tinha condições para continuar a liderar a Comissão, anunciando hoje a decisão de abandonar a liderança.

Segundo o deputado social-democrata, as decisões da esquerda parlamentar “violam a lei, são atropelos à democracia e põem em causa o funcionamento da comissão parlamentar de inquérito”, acusando ainda o PS, o PCP, o Bloco de Esquerda e os Verdes de tentarem “boicotar sistematicamente” o funcionamento da Comissão de Inquérito à Caixa Geral Depósitos.

Matos Correia diz ainda que tem respeitado as decisões de Ferro Rodrigues sobre a Comissão, mas que “os grupos parlamentares maioritários decidiram não respeitar os requerentes da comissão e interpretar a seu prazer o objecto da comissão”, esclarecendo ainda que também não vai ocupar o seu lugar de deputado na comissão, cabendo agora à liderança parlamentar do PSD indicar o substituto.

O agora ex-presidente desta comissão, esclareceu ainda que o que está em causa “não são confrontos partidários, é se queremos ter comissões de inquéritos e se queremos continuar a respeitar os direitos das minorias”.

Com esta noticia, o Partido Socialista desafiou o PSD a criar outra comissão de inquérito para ter acesso às comunicações entre o ex-presidente da Caixa e o Ministro das Finanças. À Antena 1, o líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, não afastou nenhuma hipótese e disse que “tudo está em cima da mesa incluindo uma nova comissão potestativa”.

Descomplicador:

José Matos Correia, deputado do PSD, demitiu-se hoje da liderança da Comissão Parlamentar de Inquérito à Caixa Geral Depósitos, avançando que a decisão não se prendeu por “confrontos partidários”, mas sim sobre “se queremos ter comissões de inquéritos e se queremos continuar a respeitar os direitos das minorias”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *