Bloqueio do Facebook faz governo desistir de software de encriptação

O bloqueio de redes sociais como o Facebook e o Twitter foram um dos principais motivos para os membros do governo recusarem utilizar equipamentos com um software de encriptação idêntico ao NATO. O Diário de Noticias revela hoje que as comunicações para o exterior da administração central portuguesa correm riscos de segurança.

“Quando perceberam que teriam que abdicar do Facebook e de outras redes sociais, que constituem um elevado risco em matéria de segurança, começaram a adiar a mudança de telemóveis e a instalação do software e nunca mais se falou nisso”, disse ao Diário de Noticias uma fonte do Gabinete Nacional de Segurança, responsável pela segurança das comunicações do executivo.

Se dentro de portas essa segurança parece estar assegurada, fora delas a questão muda de figura. As autoridades portuguesas tentaram convencer os ministros, secretários de estado e alguns assessores a utilizarem um equipamento utilizado pela NATO, mas a ideia acabou por cair no esquecimento.

Fonte do gabinete de António Costa confirmou ao DN de que as comunicações entre governantes se fazem através das redes normais de telecomunicações, não estado sob alçada de nenhuma protecção especial, ficando assim as comunicações encriptadas garantidas apenas através dos emails do executivo, já que para outros órgãos de soberania já escapam a esta protecção.

Descomplicador:

Fonte do gabinete de António Costa confirmou ao Diário de Noticias que as comunicações entre os governantes portugueses se fazem através das redes normais de telecomunicação, estando garantida a encriptação apenas dos emails trocados entre membros do governo.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *