Rui Moreira reclama “mais proximidade e menos ideologia”

O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, esteve à conversa aos microfones da TSF no âmbito da comemoração do 29º aniversário da rádio. Quatro anos depois de ter ganho a Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira esperava outra atitude dos partidos.

Rui Moreira confessou que esperava chegar aos dias de hoje com outra realidade por parte dos partidos políticos, que acusa de “não terem percebido nada” do resultado eleitoral das autárquicas 2013 no Porto. Rui Moreira entende que as pessoas colocam as “políticas de proximidade à frente das ideologias de cada partido”.

O presidente da Câmara do Porto entende ainda que a falta de confiança em líderes políticos vai levar ao aparecimento de movimentos populistas que “vão aproveitar o depauperamento da classe política e que vão apresentar um discurso de ruptura”.

Ainda no programa Bloco Central, da TSF, Rui Moreira disse que Portugal “nunca se livrou da inquisição”, por entender que “em Portugal se fazem julgamentos sumários em que: ou se condena ou a justiça funciona mal”, lamentando que “se comece a não acreditar nos pilares fundamentais de uma sociedade civilizada”.

Descomplicador:

Rui Moreira criticou a atitude dos partidos politicos, quatro anos volvidos após a sua vitórias nas autárquicas no Porto. O líder da autarquia portuense entende que é preciso “mais politica de proximidade e menos ideologias”.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *