Barack e Michelle Obama vão assinar dois livros (e o dele será sobre a presidência)

A ideia de ler um relato na primeira pessoa sobre o que foi a Casa Branca nos últimos quatro anos parece aliciante? Então e uma história inspiradora, dirigida aos mais novos, baseada na história de vida da ex-primeira dama? Se a tua resposta foi sim, não vais ter de esperar muito: é que, segundo a Associated Press, serão exatamente estas as premissas para os livros que Barack e Michelle Obama estão a planear lançar, em separado.

O anúncio foi feito esta terça-feira à noite pela Penguim Random House, que depois de um agitado leilão com as principais editoras conseguiu os direitos para ambos os livros. As editoras norte-americanas de topo já se tinham reunido com o anterior casal presidencial, mas foi a Penguin que acabou por conquistar os direitos de publicação das duas obras a nível mundial.

Os números do acordo não são claros, mas serão seguramente altos: enquanto o The New York Times fala em “oito algarismos”, o Financial Times arrisca que os Obama arrecadaram mais de 60 milhões de dólares e a Vanity Fair fala de 65 milhões. Em qualquer caso, será um acordo recorde, garante o The Guardian, que recorda que acordos para livros de presidentes anteriores valeram já 10 e 15 milhões de dólares, respetivamente para os ex-presidentes George Bush, pelo livro “Decision Points” (2010) e Bill Clinton, por “My Life” (2004) – e no caso de Barack Obama, só as propostas iniciais poderão ter atingido entre 18 a 20 milhões de dólares, garante o New York Times.

A editora planeia doar um milhão de dólares dos lucros em nome da família Obama à First Book, uma organização sem lucros que oferece livros a crianças carenciadas, e à Open eBooks, que foi em 2016 parceira da iniciativa da Casa Branca para a educação digital. Os Obama também deverão doar parte dos lucros dos livros à caridade.

Recorde-se que Barack Obama, que mantinha um diário durante os tempos da Casa Branca, já é autor de três best-sellers: “Dreams from my father”, “The audacity of Hope” e “Of thee I Sing”, que venderam mais de quatro milhões de cópias e renderam cerca de 10 milhões de dólares. Michelle também é uma autora publicada, com o livro de 2012 “American Grown”, sobre o jardim da Casa Branca.

 

Descomplicador:

 

Os Obamas fizeram um acordo recorde pela publicação de dois livros, que serão assinados em separado e deverão tratar temas diferentes.

Publicado por: Mariana Lima Cunha

21 anos, natural de Oeiras. Licenciada em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social e pós-graduada em Comunicação e Marketing Político pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas. Jornalista online do Expresso

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *