Suécia restabelece Serviço Militar Obrigatório

A Suécia vai restabelecer o Serviço Militar Obrigatório apenas sete anos depois de o ter extinguido. A falta de voluntários, associada às necessidades de defesa do país numa zona que atravessa uma fase de tensão devido aos países vizinhos, levou a esta tomada de decisão do governo.

Com esta medida, cerca de 13 mil jovens deverão ser chamados em Julho para se alistarem nas Forças Armadas, prestando depois provas, onde quatro mil começarão em Janeiro a formação militar obrigatória, com duração de um ano. Ainda assim, o governo sueco estima que apenas 1500 vagas serão ocupadas, tendo me conta que as restantes serão preenchidas por voluntários.

“Temos tido problemas para encontrar pessoal para as unidades militares de forma voluntária e há que resolver este problema. Assim, é necessário reativar o serviço militar”, disse o Ministro da Defesa da Suécia, que viu aprovada no Parlamento uma lei que estabelece o aumento do orçamento para o sector em 5%, entre 2016 e 2020.

Devido às tensões com a Rússia, a Suécia tem apostado no reforço das Forças Armadas e na cooperação com a NATO, com o aumento do orçamento a servir para melhorar os recursos de vigilância e a modernização do equipamento das Forças Armadas.

Descomplicador:

A Suécia vai reintroduzir o Serviço Militar Obrigatório apenas sete anos depois de o ter extinguido. A falta de voluntários levou o governo sueco a reintroduzir a medida, contando preencher apenas 1500 vagas entre os 13 mil jovens que serão chamados a partir de Julho.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *