“Solidariedade institucional” levou direção da FCSH a faltar à tomada de posse da Associação de Estudantes

A tomada de posse da recém-eleita direção da Associação de Estudantes da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas não contou com a presença das equipas de gestão da Universidade Nova de Lisboa e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, devido a uma polémica com a colocação de faixas afixadas no espaço da faculdade.

No dia após a tomada de posse da nova direção da AE FCSH, a associação de estudantes deu conta, na sua página de Facebook, de um “sentimento de decepção”, explicando que “as faixas por nós afixadas no espaço da faculdade foram retiradas. No seguimento desta acção, os representantes dos órgãos da Direção da Universidade Nova de Lisboa e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas não compareceram na cerimónia de tomada de posse dos novos órgãos da AEFCSH, contrariamente ao confirmado quando convidados”.

Segundo a direcção da Associação de Estudantes, “a explicação foi dada aos atuais membros da AEFCSH poucas horas antes da cerimónia: foi-nos indicado que as faixas denegriam a imagem das instituições da faculdade e que, por solidariedade institucional, os membros da direção não iriam comparecer na cerimónia de tomada de posse”, lamentaram os órgãos recém-eleitos e empossados a 15 de Fevereiro.

Ainda assim, apesar da não comparência dos órgãos de gestão, a Associação de Estudantes conclui que a tomada de posse decorreu de forma “serena e dignamente, com a presença de alunas e alunos, convidadas e convidados, marcando simbolicamente o iniciar de um novo ciclo da AEFCSH”, lamentando que só a Associação de Estudantes tenha ficado de fora da “solidariedade institucional” da equipa de gestão.

A recém-empossada equipa de gestão da AEFCSH é próxima do Bloco de Esquerda e afirma-se, na página oficial deste órgão, como sendo “intransigentemente anti-fundação, anti-propinas, feminista, queer, anti-racista e anti-xenófoba”.

Descomplicador:

A nova direcção da AE FCSH está a ter um inicio de mandato conturbado. Os órgãos de gestão da Universidade Nova de Lisboa e da FCSH não marcaram presença na cerimónia de tomada de posse por “solidariedade institucional”, devido a uma polémica com faixas afixadas na faculdade.

Publicado por: Miguel Dias

Licenciado em Jornalismo pela Escola Superior de Comunicação Social. Assessor de comunicação numa federação desportiva, colabora com a imprensa regional na sua cidade, Almeirim e criou um conjunto de projectos temporários sobre politica local e nacional. Fundou ainda uma rádio regional e é comentador convidado de ténis da Eurosport.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *